quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Você criou um monstro (Parte 1) [You created a monster (Part1)]

Esta será a primeira parte de uma série posts (talvez três, ou talvez mais) que falam sobre a entrada e o avanço de um casal no mundo cuckold. Espero que vocês apreciem a ideia e se excitem bastante.

This is the first part of a series posts (maybe three, maybe more) talking about the start and progress of a couple in the cuckold world. I hope you enjoy the idea and get horny with that.

Durante o sexo, você resolveu dizer a ela que gostaria de vê-la fazendo sexo com outros homens. Ela foi totalmente contrária à ideia e achou que você estivesse maluco ou que não a amasse mais. 

During sex, you decided to tell her that you would like to see her having sex with other men. She was totally opposed to the idea and thought you were crazy or that you did not love her anymore.




Passado o tempo, após muita conversa, calma e persistência da sua parte, um dia, durante o sexo, ela sussurrou ao pé do seu ouvido: "Eu faço.". Ela concordou em fazer, mas seria uma única vez e nunca mais. Você, sem conseguir conter sua felicidade, concordou.

Over time, after much discussion, calm and persistence from you, one day, during sex, she whispered close to your ear, "I do.". She agreed to do, but it would be once and never more. You, unable to contain your happiness, agreed.




Juntos, vocês começaram uma busca em chats e sites especializados, procurando o homem sortudo que teria lugar entre as pernas dela.

Together, you have started the search in specialized chats and websites, looking for the lucky man who would take place between her legs.




Depois de muita procura, vários possíveis candidatos analisados e descartados, ela já sem paciência e querendo desistir, vocês encontram um cara que parece agradar ambos. Começam uma conversa com ele pela internet e decidem marcar um encontro. Após muita conversa, algumas bebidas, os três decidem ir para o motel. No caminho, sua esposa, que acabou bebendo demais, se solta e começa a trocar beijos e carícias com ele, no banco de trás do carro, enquanto você dirige. Chegando no quarto do motel, o que você tanto esperou começa a se concretizar. Quando você menos espera, está olhando pra sua mulher, de quatro, com o pau de outro homem enfiado na buceta, soltando gemidos e olhando para você, com uma expressão tímida. Um pouco sem jeito, ela te pergunta: "Era isso que você queria, amor?".

After much searching, several possible candidates analyzed and discarded, she already without patience and wanting to give up, you find a guy that seems to please both. You start a conversation with him on the internet and decide to set up a meeting. After much conversation, a few drinks, the three decide to go to the motel. On the way, his wife, who had drank too much, cuts loose and starts exchanging kisses and caresses with him in the backseat of the car while you drive. Arriving in the motel room, what you expected so much begins to take shape. When you least expect it, you're looking at his wife in doggy style with another man's dick stuck in pussy, moaning and looking at you with a sheepish expression. A little embarrassed, she asks you, "Is that what you wanted, love?".




Você não aguenta de tanto tesão e acaba batendo uma punheta enquanto assiste o macho foder sua amada esposa, e acaba gozando. Um tempo depois, o estranho fode sua mulher cada vez mais forte, e acaba por gozar. Vocês o dispensam e ele vai embora. 

You can't take so much of horny, and ends up jerking off while watching the guy fucking your beloved wife, and ends up cumming. A while after, the stranger fucks your wife ever stronger, and ends up cumming. You dismiss him and he goes away.



Vão-se o prazer e o gozo e fica uma estranha sensação. Sua esposa pergunta novamente se era aquilo que você queria. Você, sem conseguir esconder que algo o incomoda, responde que sim, sem convicção. Embora não queria assumir, você está sentindo um misto de arrependimento e ciúme. Outro homem fodeu a mulher que você ama, na sua frente, com a sua permissão e o pior de tudo: você ficou excitado por isso. 
Vocês passam alguns dias sem tocar no assunto e sem trocar muitas palavras. Não importa o que vocês façam, simplesmente não conseguem esquecer o acontecido. A vida de vocês nunca mais será a mesma.

The pleasure are gone and stays a strange feeling. Your wife asks again if that was what you wanted. You, unable to hide that something bothers you, says yes, without conviction. Though you did not want to assume, you're feeling a mixture of regret and jealousy. Another man fucked the woman you love, in your face, with your permission and worst of all: because that you were horny.You spend a few days without talking about it and without exchanging many words. No matter what you do, you just can not forget what happened. Your life will never be the same.






Continua...

To be continued...


Para ler a parte 2, clique Aqui.

To read part 2, click Here.

Pergunte o que você quiser no nosso Ask:
http://ask.fm/casal486

Deixe a criatividade falar!

Ask whatever you want in our Ask:
http://ask.fm/casal486

Let creativity talk!


ATENÇÃO!
TODOS os comentários são moderados e comentários contendo números de telefone ou endereço de e-mail NÃO serão publicados.
Este blog contém material retirado da internet e/ou enviado pelos leitores. Caso alguma imagem sua esteja sendo usada sem a sua permissão, envie um e-mail para corno.casal486@gmail.com.

3 comentários:

  1. >>> Eu sou de Brasília-DF sou comedor de esposinhas. Adoro comer as esposinhas de meus amigos na frente deles. Adoro gozar dentro da boca das casadas e mandar o corno limpar tudinho. Tenho 34 anos, qualquer casal que curta entre em contato comigo. ricardaodf@hotmail.com ou (61) 9100-8848.

    >>> O melhor horário para falar comigo é de Seg. a Sex. das 08hs as 18hs, pois nesse horário estou no trabalho e minha esposa não sabe que meto em bucetas casadas.

    >> OBS.: Favor não fiquem mandando mensagens para o meu celular, se quiserem me liguem pois sou comedor de esposinhas e não mensageiro. Curto real sou comedor nato.

    ResponderExcluir
  2. >>> Eu sou de Ceilândia, Brasília-DF sou comedor de esposinhas. Adoro comer as esposinhas de meus amigos na frente deles. Adoro gozar dentro da boca das casadas e mandar o corno limpar tudinho. Tenho 34 anos, qualquer casal que curta entre em contato comigo. ricardaodf@hotmail.com ou (61) 9100-8848.

    >>> O melhor horário para falar comigo é de Seg. a Sex. das 08hs as 18hs, pois nesse horário estou no trabalho e minha esposa não sabe que meto em bucetas casadas.

    >> OBS.: Favor não fiquem mandando mensagens para o meu celular, se quiserem me liguem pois sou comedor de esposinhas e não mensageiro. Curto real sou comedor nato.

    ResponderExcluir
  3. Esta experiência, retrata bem o meu fantasma, quando penso que apesar de desejar que outro homem foda minha mulher, penso como será depois.........

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...